A gente acha esse um hábito nojento, mas tem gente que adora ‘beijar’ seus animais de estimação, sujeitando-se a lambidelas na boca. Pois vamos contar um caso que vai fazer você pensar duas vezes antes de repetir a beijação com seus bichos.

Uma inglesa de 70 anos quase morreu depois de ser lambida na boca por seu cão. Segundo o artigo uma revista científica britânica, a bactéria ‘capnocytophaga canimorsus’, que pode ser encontrada na boca de cães e gatos, foi responsável por infectar a idosa.

Médicos do hospital da College Longon disseram que a senhora não apresentava mordidas nem arranhões, mas que havia relatado ter sido lambida pelo cão.

Paramédicos encontraram a idosa desmaiada dentro de casa e a levaram para o hospital, pensando que, pelo seu histórico médico, ela tinha tido uma crise epilética.

Mas no hospital não se descobriu o que ela tinha, pelo que foi internada para ficar em avaliação médica. Quatro dias depois, seu quadro piorou. Febre alta, diarreia, dor de cabeça e confusão mental eram os sintomas que apresentava. Para piorar o quadro, teve uma crise renal e infecção generalizada, sendo encaminhada às pressas para a UTI do hospital.

Afinal, os médicos acabaram por identificar a bactéria C. canimorsus e lhe deram antibióticos para combater a infecção.

Depois de um mês no hospital, a idosa voltou pra casa. Os médicos consideraram que essa foi uma reação pouco comum à bactéria, provavelmente por alguma queda da imunidade causada pela idade. Mas o perigo está sempre à espreita. Pense duas vezes antes de se deixar ser lambida pelo seu cãozinho querido ou gato de estimação.

Ajude seus amigos, compartilhe saúde!