Você já ouviu falar a respeito dos benefícios da vitamina D para o seu corpo? Além de ser a responsável por evitar graves problemas de saúde como a osteoporose e doenças cardiovasculares, suas propriedades podem até diminuir o risco de câncer, de acordo com estudos clínicos. E sua importância se torna ainda maior às mulheres.

Um estudo realizado por pesquisadores da Universidade Harvard (EUA) mostra que a ausência de vitamina D para as mulheres pode aumentar em até 50% os riscos de esclerose múltipla. Na pesquisa foram avaliadas as amostras de sangue de mais de 3.200 mulheres. E as análises revelaram que os casos em que há a deficiência da vitamina apresentam 43% a mais de chance da doença se manifestar em relação às mulheres que estão com os níveis de vitamina D dentro do padrão.

Outro resultado relevante trazido pela pesquisa aponta para o fato de que as mulheres são até três vezes mais propensas do que os homens a desenvolverem um quadro de esclerose múltipla. Além disso, o risco se torna ainda maior – 27% – àquelas que sofrem com a falta da vitamina D em comparação às mulheres cujo problema são os níveis insuficientes.

Qual o nível ideal de vitamina D no organismo?

A recomendação médica é para que você obtenha, por dia, 0,025 mg de vitamina D. E suprir a necessidade é mais fácil do que parece! Tudo o que você precisa é de cerca de 70 minutos de sol por semana. 10 minutos diários abaixo do sol do meio-dia resolveram o problema.

E embora o sol seja o seu principal aliado na missão, por meio da alimentação você também pode elevar os níveis da vitamina no seu organismo. Ovos, fígado, salmão, sardinha, leite e iogurte são ótimos exemplos de alimentos que te ajudarão a suprir a falta da vitamina.

Ajude seus amigos, compartilhe saúde!