Você saberia agir em situações delicadas como ataques cardíacos, caso estivesse só?

Supondo que o hospital mais próximo está há algumas horas de distância e não tem ninguém por perto para ajudar, o que você faria?

Bom, algumas pessoas já fizeram cursos para socorrer vítimas de vários tipos de acidentes, mas provavelmente nunca aprenderam como salvar a si mesmas.

Os sintomas são terríveis:

– Dor insuportável no peito

– Falta de ar

– Indigestão

– Azia

– Vontade de vomitar

A vítima só tem 10 segundos antes de perder a consciência. Por isso, definitivamente, tempo é ouro!

Veja como você deve proceder:

1. Não entre em pânico.

Sabemos que é difícil, mas mantenha a calma. A dica é: tussa repetidas vezes e bem devagar.

2. Respire fundo entre cada tosse.

Entenda que a tosse deve ser profunda e prolongada, como se fosse uma crise de tosse, provocando o movimento do diafragma.

3. A inspiração e a tosse devem ser repetidas a cada dois segundos, sem pausas.

Faça isso até conseguir socorro ou acalmar o coração. A respiração profunda ajuda a levar oxigênio aos pulmões.

E a tosse, ao contrair o coração, acaba contribuindo com a circulação do sangue. Essa pressão sobre o coração é benéfica para recuperar estabilizar as batidas. Assim, as chances da vítima conseguir chegar ao hospital e sobreviver são altas.

Se você é jovem e tem menos de 30 anos, não pense que está livre de um mal desses.

Infelizmente, com o estresse e a má alimentação da sociedade contemporânea, ataques cardíacos passaram a ser comuns em qualquer idade.

Esta é uma informação muito importante. Compartilhe e ajude a salvar vidas.

Ajude seus amigos, compartilhe saúde!